Por que o DPVAT não será cobrado em 2021

Em 2021 para ter o veículo licenciado no Brasil vai ficar mais barato. Isso acontece porque o seguro DPVAT, Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, não será cobrado. Essa foi uma decisão do Conselho Nacional de Seguros Privados, no fim de dezembro que suspendeu o pagamento. Assim apenas IPVA será obrigatório para fazer o licenciamento do carro em 2021

Mesmo assim o seguro não vai ser extinto. A SUSEP (Superintendência de Seguros Privados) afirma que a arrecadação dos anos anteriores são suficientes para cobrir os danos e indenizações para este ano. Então os beneficiários do DPVAT vão poder contar com a cobertura em caso de acidente grave no trânsito.

No ano 2020, o valor do DPVAT ficou de R$ 5 a R$ 12 Bilhões, de acordo com o tipo de veículo. Desde 1974, a finalidade do DPVAT é amparar as vítimas de acidentes de trânsito em todo o país, não importando de quem seja a culpa dos acidentes. Tanto motoristas, como pedestres, motociclistas e ciclistas tem direito ao DPVAT

A pessoa pode recorrer ao seguro, quando ocorre algum acidente de trânsito com morte, invalidez permanente ou ferimentos de menor gravidade, os envolvidos têm direito a receber uma indenização que varia de R$ 2.700 a R$ 13,5 mil.

Então o motivo do DPVAT não se cobrado nesse ano de 2021, é pelo fato que a arrecadação dos anos anteriores foram muito maior que todas indenizações pagas. Em palavras simples o DPVAT está com dinheiro sobrando.

As vítimas tem um prazo razoável para recorrer ao DPVAT então se você ou um parente sofreu acidente no final de 2017, em 2018, 2019 ou 2020, bem como no ano corrente, pode contar conosco para te ajudar receber o seguro.

Trabalhador infectado pela Covid-19 tem direito ao auxílio-doença?

É um assunto que tem gerado muitas dúvidas para o trabalhador que infelizmente foi vítima do Coronavirus. E a situação fica mais complicada com as agência do INSS fechada dificultando o trabalhador recorrer ao auxílio doença. Mas já podemos responder que sim, em alguns casos você poderá receber o auxílio doença por causa do Covid-19

Primeiro veja os requisitos que você precisa preencher para recorrer ao auxílio:

1. Você precisa comprovar por meio de atestado médico que está incapacitado temporariamente para o trabalho. Então não basta ter sido contaminado pelo Coronavírus, vai depender das sequelas e danos que você sofreu no período de internação.

2. Estar afiliado ao INSS e ter pago no mínimo 12 contribuições mensais à Previdência Social.

O benefício será calculado assim que o trabalhador é afastado do trabalho. Na regra normal do auxílio doença a pessoa empregada passa ter direito a partir 16º dia de afastamento, sendo que os primeiros 15 dias são pagos pela empresa. No caso do coronavírus esse prazo passa contar desde o primeiro dia de afastamento do trabalho

Novidade nas regras do benefício de auxílio-doença em época de Covid-19

Desde abril de 2020, com a publicação da Lei 13.982 foi estabelecida diversas medidas de proteção somente para este período de combate da pandemia do Covid-19. Dentre essas medidas está a antecipação de um salário mínimo para os segurados que têm direito ao benefício de auxílio-doença.

Conforme a lei para este período o auxílio terá duração máxima de 3 meses, contan da data de início do benefício(DIB). Mas preste atenção a dois fatores que condiciona o benefício:

I – ao cumprimento da carência exigida para a concessão do benefício de auxílio-doença;
II – à apresentação de atestado médico, cujos requisitos e forma de análise serão estabelecidos em ato conjunto da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia e do INSS.

Esse salário para os primeiros 3 meses tem apenas caráter de Auxílio Emergencial e após esse período conforme a situação do trabalhador, ele poderá por meio de perícia junto ao INSS dar andamento no pedido do auxílio doença propriamente dito.

Como solicitar o auxílio doença mesmo com as agência do INSS fechada?

Muitas pessoas estão tendo dificuldades para solicitar o auxílio doença pelo aplicativo do INSS, mesmo os que conseguem a maioria dos pedidos tem sido negados. Assim com ajuda da GC Assessoria Documental você pode contar com a orientação profissional e a experiência de nosso especialista previdenciário

Estamos a sua disposição para recorrer aos seus direitos usando todos os meios sem te gerar dor de cabeça e perda de tempo, basta entrar em contato pelo nosso chat, onde nossos atendentes vão lhe prestar toda assessoria para você ter este recurso nesta hora tão necessária.